pedigreePARA quem assiste a uma exposição canina, todos aqueles equipamentos, pessoas correndo para lá e para cá e cachorros sendo escovados com potentes secadores pode parecer apenas brincadeira de quem não tem nada mais importante a fazer. Entretanto, em uma exposição, existe um número enorme de profissionais extremamente sérios e muito bem treinados para exercer papéis bem definidos em um conjunto de normas pré-estabelecido pela FCI (Federação Cinológica Internacional).
Na exposição, os criadores têm a oportunidade de submeter o seu plantel ao crivo de juízes altamente qualificados. Estes julgadores vão analisar, além da beleza e postura, a adequação do exemplar ao padrão da raça.
O padrão é diferenciado para cada raça e respeita as qualidades inerentes a cada grupo de raças.
Os QUESITOS EM APRECIAÇÃO são:
faltas desqualificantes ou que descaracterizem a raça, tais como cegueira, surdez, mutilações ou qualquer tipo de invalidez, atipicidade; machos que não apresentem um ou os dois testículos perfeitamente perceptíveis na bolsa escrotal; faltas desqualificantes textualmente descritas pelo padrão específico de cada raça tais como faltas dentárias, mordedura incorreta, altura, temperamento agressivo etc. e, finalmente, a utilização de artifícios químicos, físicos ou cirúrgicos com a intenção de alterar a aparência natural, em favor das características rácicas exigidas pelo padrão;
caráter e temperamento;
aparência geral;
cabeça (crânio, focinho, orelhas, stop, olhos e boca);
linhas superior e inferior;
membros anteriores e posteriores e cauda.
Existem vários tipos de exposições: especializadas de raças, especializadas de grupos, nacionais, internacionais, pan-americanas, e as mais interessantes, que são as exposições gerais ou de todas as raças.
Os cães da cada raça também são julgados por suas classes (as idades são contadas a na data da exposição). De acordo com o art. 45 do regulamento de exposições da CBKC, nas exposições gerais, os cães são separados nas seguintes CLASSES:
Inicial – cães de quatro meses e um dia a seis meses de idade. Competem ao título de Campeão Inicial (CCI);
Filhote – cães de seis meses e um dia a nove meses de idade. Competem ao título de Campeão Filhote (CCF);
Jovem – cães de nove meses e um dia a quinze meses. Competem ao título de Campeão Jovem (CCJ);
Aberta – destinada a cães com mais de quinze meses, exceto para Campeões Brasileiros de Beleza e Grande Campeão, que na data da exposição tenham mais de quinze meses de idade. Nesta classe podem ser inscritos Campeões de Beleza de outros países e Campeões Internacionais que queiram disputar CAC. Concorrem a CACIB;
Trabalho – destinada a cães com mais de quinze meses, portadores de certificado de cão de trabalho;
Campeonato – cães que já têm o título de campeão;
Grande Campeonato – cães que já têm o título de grande campeão;
Veteranos – cães com mais de 8 anos;
Duplas ou Parelhas – destinada a dois exemplares da mesma raça ou variedade, de sexo oposto e pertencente ao mesmo expositor. Os exemplares inscritos nesta classe devem ainda estar inscrito numa classe individual qualquer.
Grupo de Criação – destinada a três ou mais exemplares do mesmo criador, da mesma raça ou variedade, ainda que pertencentes a diferentes expositores. Os exemplares inscritos nesta classe devem ainda estar inscritos numa classe individual qualquer.
Progênie – destinada a machos ou fêmeas reprodutores apresentados com três ou mais crias que estejam competindo para melhor reprodutor ou reprodutora da exposição. Os exemplares inscritos nesta classe devem ainda estar inscritos numa classe individual qualquer.
Os GRUPOS de raças são os seguintes:
Grupo 1 – Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços): Pastor Alemão, Pastor Belga, Collie, Bouvier des Flandres, Komondor e outros.
Grupo 2 – Pinscher e Schnauzer, Molossóides, Boiadeiros e Montanheses Suíços e raças assemelhadas: Bóxer, Dobermann, Rottweiler, Buldogue Inglês, Dogue Alemão, Fila Brasileiro etc.
Grupo 3 – Terries: Fox Terrier Pêlo Liso, Bull Terrier, Yorkshire Terrier, Airedale Terrier, Kerry Blue Terrier, Scottish Terrier, West Highland White Terrier etc.
Grupo 4 – Dachshunds: Dachshunds ou Teckels de pelagem curta, lisa ou aramada.
Grupo 5: Spitz e cães do tipo primitivo: Husky Siberiano, Akita, Chow Chow, Malamute, Samoieda, Shiba Inu, Spitz Japonês, Basenji etc.
Grupo 6 – Cães de Caça e Rastreadores: Beagle, Basset Hound, Dálmata, Beagle Harrier, Bloodhound, Rhodesian Ridgeback, Foxhound Inglês etc.
Grupo 7 – Cães Apontadores: Setter Irlandês, Pointer Inglês, Weimaraner, Braco Italiano, Kurzhaar, Setters, Spaniel Bretão, Vizla, dentre outros.
Grupo 8 – Cães D’água, Levantadores e Retrievers: Cocker Spaniel Inglês e Americano, Labrador, Golden Retriever etc.
Grupo 9 – Cães de Companhia: Buldog Francês, Bichon Frise, Poodle, Chihuahua, Maltês, Lhasa Apso, Pequinês, Pug, Shih Tzu etc.
Grupo 10 – Lebréis de Pêlo Longo ou Franja: Afghan Hound, Borzoi, Greyhound, Saluki, Afghan Hound, Whippet, Pequeno Lebrel Italiano etc.
Grupo 11 – Raças não reconhecidas pela FCI: Dogue Brasileiro, Ovelheiro Gaúcho etc.
O cão pode obter as seguintes QUALIFICAÇÕES:
Excelente – Qualificativo atribuído a um cão cujas características muito se aproximam da descrição do padrão oficial da raça, que se apresente em perfeito estado, cujas proporções obedeçam o item “Proporções Importantes” e ótima movimentação sendo imprescindível exibir as características de seu sexo.
Muito Bom – Qualificativo atribuído a um cão cujas características se aproximam bastante da descrição do padrão oficial da raça, que se apresente em muito bom estado, cujas proporções obedeçam o item “Proporções Importantes” e muito boa movimentação.
Bom – Qualificativo atribuído a um cão cujas características se aproximam da descrição do padrão oficial da raça, mas apresente defeitos não desqualificantes.
Suficiente – Qualificativo atribuído a um cão cujas característica se aproximam o suficiente da descrição do padrão oficial da raça, mas apresente defeitos ou não se encontra em bom estado. Sendo assim, pode-se dizer que é mais importante um cão receber uma qualificação “Excelente” do que ser o melhor da raça e receber a qualificação “Muito Bom”.
Por ordem dos acontecimentos, a exposição segue os seguintes FASES:
– dentro de cada classe são escolhidos o melhor macho e a melhor fêmea e seus reservas;
– o melhor macho e a melhor fêmea competem entre si para a escolha do melhor da raça e seus reservas;
– o melhor da raça disputa a categoria grupo na qual são indicados, também, os 2º, 3º e 4º lugares;
– o melhor cão de cada grupo disputa o melhor cão da exposição. Sempre estarão em pista 11 cães (em casos excepcionais é admitido um número menor), cada um representando um grupo de raças;
– na classificação best-in-show serão escolhidos o 1º, 2º, 3º,  4º e 5º lugares da exposição.

Se você quer entender mais aprofundadamente as exposições caninas organizadas pelos Clubes Afiliados à CBKC, recomendamos a leitura do material abaixo disponibilizado.

  • Clique AQUI e faça o download do arquivo PDF – Regulamento de Exposições do Kennel Club de Brasília
  • Clique AQUI e faça o download do arquivo PDF – Regulamento de Títulos Promocionais de Beleza do Kennel Club de Brasília

Link quebrado? Entre em CONTATO e avise-nos 😉